PROGRAMA DA DISCIPLINA

DIR01001 – CRIMINOLOGIA II
PROF. MOYSÉS DA FONTOURA PINTO NETO
CARGA HORÁRIA: 30 HORAS   CRÉDITOS: 02
SEMESTRE 2008/2
TURMA: A/B

I. SÚMULA

O cenário social contemporâneo e das implicações criminológicas. Movimento de Lei e Ordem, Criminologia atuarial; Realismo de Esquerda, Criminologia culturalista. O caso brasileiro. Invisibilidade social e sistema penal subterrâneo. Aproximações transdisciplinares. Criminologia e alteridade. Criminologia e psicanálise. Criminologia e arte.

II. METODOLOGIA

Aulas expositivas, que podem vir acompanhadas de debates e recursos audiovisuais. Avaliação – (a) Trabalho em quinteto sobre: (1) Globalização e Modernidade Líquida; (2) Drogas; (3) Polícia e Milícias; (4) Impacto carcerário; (5) Criminologia e Psicanálise; (6) Cerimônias degradantes; (7) Crime e Mídia; (8) Criminologia e Violência; (9) Criminologia e Alteridade; (10) Experiência de campo . O grupo deve escolher um tema de (1) a (9) e mais o item (10); (b) Prova (final). Poderão ser realizados seminários, a critérios dos interessados, com pontuação bônus.

III. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. CRIMINOLOGIA E SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA. Globalização e seus efeitos. Da Sociedade da Inclusão à Sociedade da Exclusão. Características da sociedade contemporânea. Era do vazio. A Criminologia Atuarial e os Movimentos de Lei e Ordem. O caso do programa de Tolerância Zero.

2. AS ALTERNATIVAS AO CONTROLE PENAL. New left realism. Aposta no controle social informal. Formação dos movimentos de prevenção. As redes de segurança pública não-estatal. Prevenção situacional. Desarmamento. Policiamento comunitário. Justiça Restaurativa. A Cultural Criminology. Interpretação da violência e da intervenção urbana.

3. O CASO BRASILEIRO. O Brasil na contemporaneidade. Análise do livro “Cabeça de Porco” (estudo etnográfico e criminológico do tráfico de drogas). A invisibilidade social, estigmatização e a arma como identidade. Cultura de violência. O papel das meninas. Racismo.

4. O CASO BRASILEIRO. O discurso conservador e “Tropa de Elite”. O sistema penal subterrâneo no Brasil. Violência policial e política de extermínio. A formação das milícias. Brasil e o estado de exceção.

5. O QUE É SOCIEDADE? Sociedade como soma de indivíduos (modelo individualista). Sociedade como elemento metafísico (modelo organicista). Sociedade como rede de fios (Norbert Elias). Os estabelecidos e os outsiders.

6. IMPACTO CARCERÁRIO. Efeitos das instituições totais sobre os indivíduos. Desculturação. Estigmatização. Os “exames” criminológicos. 

7. MÍDIA E CRIMINALIDADE. A mídia como cimento social na “era do vazio”. Representações do crime. Mídia e a expansão do medo.

8. APROXIMAÇÕES TRANSDISCIPLINARES. Criminologia e Psicanálise. A criminalidade e o sujeito narcisista da contemporaneidade. Narcisismo e drogadição. Políticas de drogas. Violência e psicanálise. O mal-estar na contemporaneidade.

9. APROXIMAÇÕES TRANSDISCIPLINARES. Criminologia e Filosofia. Criminologia e Ética da Alteridade. Reaproximação cautelosa da dimensão “micro” na Criminologia.

10. APROXIMAÇÕES TRANSDISCIPLINARES. Criminologia e Arte (literatura, cinema, música, pintura, etc.). Criminologia e narratividade. Contar histórias. “Profanar” a ciência. A narratividade e o tempo como forma de aproximação da alteridade. 
IV. BIBLIOGRAFIA

1. OBRIGATÓRIA:
SOARES, Luiz Eduardo, MV BILL & ATHAYDE, Celso. Cabeça de Porco. Rio de Janeiro: Objetiva, 2005.

2. COMPLEMENTAR:
ANDRADE, Vera Regina Pereira de. A Ilusão de Segurança Jurídica – do controle da violência à violência do controle penal. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 1997.
BAUMAN, Zygmunt. O Mal-Estar da Pós-Modernidade. Tradução Mauro Gama et alii. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.
CARVALHO, Salo de. Antimanual de Criminologia. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2008.
______. A Política Criminal de Drogas no Brasil. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2006.
ELIAS, Norbert. A Sociedade dos Indivíduos. Trad. Vera Ribeiro. RJ: Jorge Zahar, 1994.
______. Os Estabelecidos e os Outsiders. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.
GARLAND, David. La Cultura del Control: crimen y orden social en la sociedad contemporánea. Trad. Máximo Sozxo. Barcelona: Gedisa, 2005.
LARRAURI, Elena. La Herencia de la Criminologia Crítica. Madrid: Siglo Vienteuno, 2000.
SOARES, Luiz Eduardo. Legalidade Libertária. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2006.
SOUZA, Ricardo Timm de. Ética como Fundamento: uma introdução à ética contemporânea. São Leopoldo: Nova Harmonia, 2004.
_______. Ainda Além do Medo: filosofia e antropologia do preconceito. Porto Alegre: Dacasa/Palmarinca, 2002.
YOUNG, Jock. A Sociedade Excludente: exclusão social, criminalidade e diferença na modernidade recente.  Tradução Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Revan, 2002.
ZAFFARONI, Eugenio Raúl. Em Busca das Penas Perdidas. Tradução Vânia Pedrosa e Amir Conceição. Rio de Janeiro: Revan, 1999.
______. O Inimigo em Direito Penal. Trad. Sérgio Lamarão. Rio de Janeiro: Revan, 2007.
______; BATISTA, Nilo; ALAGIA, Alejandro & SLOKAR, Alejandro. Direito Penal Brasileiro. 2ª ed. Rio de Janeiro: Revan, 2003.

~ por moysespintoneto em agosto 14, 2008.

Uma resposta to “PROGRAMA DA DISCIPLINA”

  1. Baita Programa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: